Anos 2000

20 junho 2009

2000

A partir de abril, o SBT exibe o grande pacote de filmes inéditos nas sessões Cine Espetacular (terça-feira) e Tela de Sucessos (sexta-feira) e de grandes produções, graças as parcerias com a Disney, Warner Brothers, MGM e Televisa. O total de custos para a empresa brasileira foi de 200 milhões de reais, segundo a própria emissora. O mesmo voltou a ocorrer em 2001 e 2002. Nesses dois anos, os filmes inéditos fizeram que o SBT ter auge de audiência nesses horários.Neste ano a emissora recebeu a superstar internacional Thalía. A partir de 2003 teve início a reprise dos filmes exibidos nos anos anteriores, embora exibisse alguns inéditos em 2003 e 2004.

O declínio de audiência ocorre a partir de setembro de 2000, quando as produções Chiquititas e Disney Club encerram suas gravações, sendo encerradas as exibições só em janeiro de 2001. Neste ano o programa Chapolin sai do ar pela primeira vez.


2001

No dia 19 de janeiro, o SBT encerra a exibição de Disney Club e Chiquititas, programas que vinham sendo exibidos desde 1997. Ambos foram substituídos no horário pela reprise da novela Éramos Seis e outros programas em 22 de janeiro. A novela Éramos Seis havia sido exibida originalmente em 1994. Depois dela, várias novelas mexicanas e séries americanas ocuparam este horário. No dia 14 de abril, em seu quarto ano de exibição, o Disney Club voltou em novo horário e nova denominação (Disney CRUJ). Em originais e reprises, o programa continuou sendo exibido até 12 de outubro de 2003.

Durante o mês de setembro, a emissora foi criticada pela opinião pública por ter sido a única entre as principais redes de TV do país (Globo, SBT, Record, Band, RedeTV!, TVE Brasil e CNT) a não transmitir ao vivo os ataques terroristas de 11 de setembro contra as cidades de Nova York e Washington, episódio de repecussão internacional. Até hoje Sílvio Santos não explica por que ignorou esse evento de maior repecussão histórica desde a queda do Muro de Berlim (1989), o fim dos regimes comunistas e da União Soviética (1991). A emissora preferiu exibir o clássico desenho americano Pica-Pau e a exibição de sua programação rotineira. A emissora também recebeu críticas pela cobertura tímida que deu à guerra EUA X Afeganistão governado pelo Taliban (chegou a ignorar notícia da guerra por alguns dias em novembro).

Em outubro de 2001 estréia o reality-show Casa dos Artistas, com apresentação de Silvio Santos e grande polêmica pela suspeita de plágio de um modelo existente da Endemol (só a Rede Globo, que poucos meses depois exibiria o concorrente Big Brother Brasil, tinha contrato com a Endemol). A Justiça do Estado de São Paulo deu ganho de causa ao SBT. Contudo, a Rede Globo recorreu. Nas noites de domingo de novembro e dezembro, enquanto era exibida a Casa dos Artistas, o SBT conquista pela primeira vez o primeiro lugar em audiência naquele horário. O sucesso do programa culminou na final, quando enfim o Fantástico perdeu a liderança no Ibope que mantinha há 28 anos[2].

Também é exibida na sessão Tarde de Amor a novela Camila, que alcançou 21 pontos no Ibope, sendo a novela com maior audiência da sessão[3]. No mesmo ano foram exibidos a novela Rosalinda e o programa Popstars, que selecionou cinco garotas para o grupo Rouge. Mesmo com a saída de Luciana em 2004, permaneceram em voga na mídia. No ano seguinte foi a vez do grupo de cinco garotos do Br'oz. Lançaram CD em novembro, anunciando seu fim em maio de 2005, devido a falta de entrosamento e pouca aceitação do CD. Mesmo assim, os dois grupos obtiveram popularidade no mercado fonográfico.


2002

Entre janeiro e março de 2002 foi exibido Casa dos Artistas 2, rivalizando com a estréia do BBB e também com o Fantástico. Na Casa dos Artistas 3, em 2003, com um diferente formato, cada participante trazia um fã, o que mais tarde levantou questionamentos de fraude. A exibição de Casa dos Artistas 4 (2004) teve baixa aceitação devido à inexistência de regras (uma determinação-surpresa de Silvio Santos).

Entre 2000 a 2002 o Domingo Legal se consolida na liderança da audiência, ganhando do Domingão do Faustão de 21 a 19 pontos no Ibope. Porém, no mesmo ano o programa inicia uma queda na audiência culminaria na liderança do Domingão do Faustão a longo prazo[4]. O SBT também comprou o Clube do Chaves, que saiu do ar no mesmo ano por falta de audiência. As causas são atribuídas aos fatos de Quico e Seu Madruga não fazerem parte do elenco; e dublador original do Chaves (Marcelo Gastaldi) havia falecido em 1995. Houve a contratação no mesmo ano de 2002, das jornalistas Sônia Abrão e Marília Gabriela, que voltam ao SBT, depois de ficarem 2 anos na RedeTV!.


2003

No início de 2003 Silvio Santos foi alvo de polêmica por suas declarações à revista de celebridades Contigo!. Enquanto morava nos Estados Unidos, Silvio declarou estar doente e com pouco tempo de vida restante, motivo pelo qual teria vendido o SBT à Televisa e escalado Boni (executivo de TV e ex-diretor da Globo) como chefe de operações da emissora. A repercussão da entrevista foi grande. A Televisa, a Rede Globo e Boni desmentiram as afirmações. Mais tarde Silvio declarou a falsidade da entrevista, dos rumores de doença e de tudo que havia sido divulgado por ele nesse ínterim "como brincadeira à jornalista" que o entrevistou. Por causa disso, Silvio Santos sofreu vários processos pelos meios de comunicações que cobriam o fato.

No mesmo ano, o SBT perde o sitcom Os Simpsons e a Rede Globo volta com a série. No mês de março, a emissora foi duramente criticada por não ter dado destaque em seus telejornais á Guerra no Iraque.

Em agosto de 2003, SBT pela primeira vez, tira o programa Chaves do ar. Devido à grande pressão popular a favor da atração, duas semanas mais tarde o programa volta com horário semanal; em setembro, volta para a faixa vespertina junto com Chapolin. Menos de um mês depois Chapolin sairia novamente do ar.

Em 7 de setembro, o programa Domingo Legal foi palco de um grande escândalo do jornalismo nacional ao exibir uma entrevista com dois supostos integrantes do Primeiro Comando da Capital. As pistas de que a entrevista teria sido uma fraude só foram reveladas mais de uma semana depois da exibição, com a identificação dos responsáveis pelo jornalista Marcelo Rezende no programa Repórter Cidadão da Rede TV!. O programa de Gugu Liberato ficou fora do ar por uma semana. De volta à programação, o Domingo Legal nunca mais reconquistaria a liderança na audiência absoluta, o que beneficiou o Domingão do Faustão e o então estreante Pânico na TV. De uma média de 20 pontos em 2002, o programa caiu a 9 pontos em 2006, segundo o Ibope. Mais tarde, até as redes Bandeirantes e Record se beneficiaram com o escândalo ganhando alguns pontos de audiência que nunca tiveram.

A partir de outubro, a novela Canavial de Paixões chegou a obter boa audiência, mesmo com a forte concorrência da novela Celebridade e chegando a liderar em momentos de pico.


2004

O SBT surpreendeu seus telespectadores em janeiro ao anunciar que exibiria filmes inéditos; no entanto, esses filmes só começaram a ser exibidos em agosto de 2005, depois de inúmeros processos e críticas. Até então só foram exibidas reprises de filmes que estrearam entre 2000 e 2003. Silvio Santos não ofereceu esclarecimentos sobre a demora.

Nesse mesmo ano, o SBT volta a exibir as novelas: Marimar, Rosalinda e Maria do Bairro, todas da cantora mexicana Thalía, ganhando a liderança, e deixando a novela Terra Nostra em segundo lugar.

Outro fato que surpreendeu os telespectadores foi a exibição de infomerciais pelo satélite Brasilsat B1 a partir de agosto, de segunda a sexta no início da manhã das 07h00 às 08h00 e no horário do almoço das 12h45 às 14h15, nos sábados no horário do almoço das 12h45 às 14h15, e aos domingos pela manhã das 09h às 11h00; esses horários são reservados à programação local nas afiliadas e emissoras próprias do SBT, então os telespectadores que tinham antenas parabólicas passaram a receber esses infomerciais.

Adriane Galisteu estréia no SBT no comando do Charme que tinha formato de game-show interativo nas tardes da emissora, a jornalista Regina Volpato também estréia nas tardes da emissora.


2005

O SBT exibe a reprise da novela Xica da Silva, produzida e exibida entre 1996 e 1997 pela extinta Rede Manchete. Originalmente exibida entre 22h10 e 23h, no SBT a novela foi exibida entre 21h20 e 22h10. A classificação de "14 anos" foi mantida. A novela obtém 15 pontos de média. A reprise de Xica da Silva, chegou por algumas semanas a vencer a novela "América", de Glória Perez, exibida pela TV Globo..

Ana Paula Padrão é contratada e estréia em agosto na emissora no SBT Brasil, numa ação para conter a audiência de Essas Mulheres, a telenovela que até então a Rede Record exibia.

Começa a ser exibida a trama mexicana Rebelde, que lança a banda RBD e desperta furor em crianças e adolescentes no Brasil. A novela se torna um fenômeno, chegando à 20 pontos de pico no Ibope.

Em novembro de 2005, Chapolin retorna ao ar. Com um horário semanal, episódios inéditos e "perdidos" passam a ser exibidos.


2006

O SBT chega o ano em crise resultante do avanço da Rede Record. Hebe passou a perder sistematicamente do Repórter Record às segundas-feiras. Prova de Amor tirou audiência do telejornal de Ana Paula Padrão, e A Escrava Isaura derrotou Mariana da Noite. A reação do SBT foi o sucesso de Rebelde, pois a novela Cristal, encarada como a salvação da emissora, não conquistou grande popularidade com apenas 7 pontos, muito baixo para a emissora .

Carlos Nascimento foi contratado em fevereiro para apresentar o Jornal do SBT. Substituía Hermano Henning, que assumiu o Jornal do SBT - Edição Manhã. Em novembro a jornalista Ana Paula Padrão deixou o SBT Brasil para apresentar o SBT Realidade.

Ao completar 25 anos no ar em 18 de agosto de 2006, o SBT emprega mais de 2200 funcionários, tem 105 emissoras afiliadas e entra diariamente 176 milhões de brasileiros nos lares de todo o Brasil. Mas a emissora amarga perda de afiliadas em todo o Brasil desde 2003. Em 2003 tinha 120 afiliadas.[9] Em 2004, a emissora tinha 117 afiliadas, caiu para 111 em 2005. Segundos especialistas de TVs, a decadência da emissora já começou e que poderá ter menos de 100 emissoras afiliadas em 2007 ou 2008. As emissoras que saíram do SBT alegam prejuízos da rede, principalmente mudanças recorrentes no horário e baixa audiência.

O único horário em que o SBT mantem destaque até o final de 2006 era o da manhã. O programa Bom Dia & Cia atingia consideráveis médias, em algumas oportunidades superando a Rede Globo que exibia o programa TV Xuxa. À tarde, as reprises dos seriados Um Maluco no Pedaço e Eu, a patroa e as crianças chegam a liderar em momentos de picos. Ainda assim, a Record conseguiu desbancar o antes imbatível Chaves ao exibir o tradicional desenho Pica-Pau, mas com a estréia do Chaves em desenho animado, o SBT voltou à vice-liderança.

Algumas alterações de programação deram bons resultados no horário nobre. A Praça é Nossa, mudado para as quintas-feiras, salvou a audiência do SBT naquela noite, sempre marcando médias acima de 10 pontos. O SBT também lançou o Ataque de Risos, um pacote de séries americanas humorísticas. Inicialmente o programa obteve bons resultados no horário nobre[13], mas caiu a apenas 3 pontos de média.

Carlos Nascimento reformulou o telejornal para apresentá-lo na companhia de Juliana Alvim, ex-repórter do SBT em Brasília. Silvio Santos rapidamente retira Juliana Alvim da bancada e a devolve à reportagem. O SBT Brasil reformulado, num horário ingrato para a audiência, obteve baixos índices, e ainda foi alvo de críticas por ser encerrado antes do horário para que seu encerramento coincidisse com o da telenovela Páginas da Vida (uma prática habitual nos programas do SBT desde os anos 80). Além do SBT Brasil, o Jornal do SBT e o Jornal do SBT Manhã também passaram por reformulações, ganhando novos cenários com monitores de plasma e um CG parecido para os três.

Em outubro o SBT lança o programa Bailando por um sonho com sucesso. Em novembro, Silvio tira Adriane Galisteu do comando do Charme, substituindo-a por Celso Portiolli. Apesar da troca, o nome de Galisteu continua sendo exibido na abertura. Portiolli apresenta competições e promove encontros, conforme o projeto original do Charme, ao qual Galisteu não tinha se adaptado. O programa sofreu muitas alterações de formato e horário: chegou a ser exibido nas noites de quarta-feira, mas a experiência não durou muito. Adriane Galisteu continua gravando o programa, mesmo afastada da atração ao vivo. Charme também passou a ser exibido aos sábados sob o nome Namoro na TV, o mesmo de uma antiga atração do Programa Silvio Santos.

A maior audiência do SBT no ano foi registrada com filme Fúria em Duas Rodas, exibido em 5 de novembro, que registrou 21 pontos de média com picos de 29.

A novela Vidas Opostas, da Record, venceu o SBT disparadamente no estado de São Paulo e no Rio de Janeiro. No restante do Brasil o SBT se manteve vice-líder absoluto segundo o Telereport Ibope. Enquanto em São Paulo obtia 12 pontos tinha média de 8 no resto do Brasil, dando então uma média de 10 pontos a emissora, o mesmo que o SBT alcançava.

No dia 4 de dezembro, em mais uma reforma-surpresa, Silvio Santos extingue a assessoria de imprensa da emissora, deixando jornais e revistas sem a grade de programação do canal. Isto, combinado com as muitas alterações de última hora determinadas pelo "patrão", deixou atordoados os próprios apresentadores do SBT.

Bookmark and Share

0 comentários:

Postar um comentário

Devido à abusos,os comentários passaram a ser moderados.

Estamos abertos a receber críticas e sugestões
Não aceitamos comentários:

- Anônimos
- com Caps Lock
- Contedo qualquer espécie de abuso.
- Com palavras de baixo calão.
- Com ofensas a nosso staff ou a outro internauta.
- E Qualquer tipo de propaganda ou divulgação de blogs, sites ou comunidades do Orkut!


Comentários anônimos,mesmo que, acompanhado do nome do autor NÃO serão aceitos.Muito menos verificados a respeito das devidas denúncias que possam conter no corpo do comentário.


Nosso e-mail também está disponível para consultas: contato@arquivosbt.com

Grato!Arquivo SBT

 
Arquivo SBTO blog do sbt | by TNB ©2010
slide by Soh Tanaka